Início » Práticas de 10 minutos da Biblioteca Digital #09

Práticas de 10 minutos da Biblioteca Digital #09

por FEBAB
390 visualizações
Pense em ações que respeitem a privacidade

Pense em ações que respeitem a privacidade

Os últimos informativos concentraram-se em ajudar os usuários e as usuárias da biblioteca a se manterem seguros on-line por meio de uma boa higiene digital (#7 – Ajude usuários e usuárias da biblioteca a se protegerem on-line) e como ter uma boa segurança cibernética nas bibliotecas (#8 – Verifique sua segurança cibernética).

No cerne da segurança cibernética, em particular, está o esforço para evitar o acesso não autorizado, ou o uso de informações importantes, incluindo, é claro, as informações pessoais.

Uma boa maneira de reduzir esse risco é, em primeiro lugar, diminuir a quantidade de informações pessoais que são coletadas e armazenadas. Ou seja, quanto menos informações tiver, menos perderá!

A própria IFLA emitiu uma declaração sobre o assunto em 2015, e muitos trabalhos bons têm sido feitos em instituições e associações ao redor do mundo para promover boas práticas neste quesito.

Aqui vão alguns princípios-chave já estabelecidos, e que podem servir de base para reflexão como parte deste exercício:

  • Reflita sobre as atividades que você realiza e que envolvam a coleta de dados pessoais. Isso inclui informações sobre as pessoas (nomes, endereços, etc.) e/ou sobre seu
    comportamento.
  • Reflita sobre sua real necessidade de coletar e utilizar esses dados (e, claro, se você recebeu permissão para tal) e consulte a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.
  • Pense no modo como armazena esses dados. Eles estão em um local seguro (certamente não no Google Docs)? Quanto tempo leva para excluí-los?
  • Pense se os serviços de terceiros podem envolver coleta de dados, como bancos de dados, outros serviços, ou até mesmo um simples acesso à internet. Os termos de acesso a esses serviços aumentam sua privacidade? Está se certificando de que as configurações mais privadas sejam a configuração padrão, por exemplo, nos seus navegadores?
  • Caso precise coletar dados para monitorar e melhorar seu desempenho, pense em como fazer isso de uma forma que maximize o anonimato e dê aos usuários uma escolha relevante sobre a participação, além de garantir que os dados não fiquem guardados por mais tempo do que o necessário.

Bom trabalho!

*Traduzido e adaptado das postagens The 10-Minute Digital Librarian, do blog Library Policy and Advocacy da Federação Internacional de Associações e Instituições Bibliotecárias (IFLA).

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.